Nós ligamos Avaliação Gratuita

Voltar

Como deixar de transpirar dos pés?

   04/10/2017    

4.07

A transpiração é um processo natural de libertação de água contida no corpo. O objetivo é compensar o súbito aumento de temperatura interna ou externa, permitindo-a fluir para a superfície do corpo. Em excesso, a transpiração é denominada de hiperidrose e pode afetar inúmeras partes do corpo, nomeadamente os pés.

Frequentemente associada à hiperidrose plantar (suor excessivo nos pés) está a bromidose, que  corresponde à libertação de odor desagradável.

bromidose-pes

Apesar de já haver soluções eficazes, milhões de pessoas continuam a sofrer de hiperidrose e bromidose nos pés. Se pertence a este grupo este texto poderá mudar drasticamente a qualidade da sua vida.

 

Compreender a transpiração nos pés em apenas 2 minutos

A transpiração é vital porque permitir eliminar o calor em excesso dentro do corpo, ao mesmo tempo que resfria a pele quando esta entra em contato com correntes de ar. A transpiração ou suor depende do bom funcionamento das glândulas sudoríparas, que conseguem eliminar água e substâncias tóxicas ao organismo.

 

Que tipos de glândulas sudoríparas existem e para que servem?

As glândulas sudoríparas fazem parte do sistema exócrino, são glândulas tubulares enroladas que derivam das camadas externas da pele e se estendem até às camadas mais profundas.

As glândulas Écrinas: estas glândulas funcionam logo desde o nascimento do bebé. Estão presentes praticamente em todas as partes do corpo, a sua função é regularem a temperatura corporal através da evaporação do suor. Existem com maior incidência na planta dos pés e na palma das mãos. Por norma, este suor é composto principalmente por água, pelo que não reage em forma de odor.

As glândulas Apócrinas: estas glândulas produzem suor apenas na fase da puberdade. Estão presentes sobretudo na zona axilar, na região peitoral nas aréolas mamárias, na zona genital, bem como no rosto. Produzem suor com materiais gordurosos e produzem odor devido à presença de bactérias que quebram os materiais orgânicos do suor.

Saiba mais sobre como tratar a hiperidrose nos pés! »

 

Quais os fatores que provocam suor e odor nos pés?

A hiperidrose primária costuma ser localizada em áreas específicas como por exemplo a planta dos pés e normalmente não tem causa aparente.

A hiperidrose difusa ou que surja após a idade adulta, é originada com frequência por causas secundárias, como sendo doenças como a obesidade, o hipertiroidismo, a menopausa e patologias psiquiátricas. Em baixo encontram-se listadas as patologias/situações que podem agir como causa secundária da hiperidrose:

  • Alcoolismo crónico
  • Diabetes
  • Doenças da tiroide
  • Doenças febris
  • Gota
  • HIV
  • Infeções
  • Linfoma
  • Medicamentos
  • Menopausa
  • Neoplasias
  • Tuberculose

A alteração do odor nos pés tem normalmente uma causa mais objetiva e pode derivar de uma maior acumulação de bactérias e fungos, decorrentes de défices em:

  • Higiene;
  • Qualidade do calçado;
  • Alimentação.

Faça uma avaliação do suor dos seus pés gratuita! »

 

Quais as consequências do suor excessivo nos pés?

O suor nos pés, sobretudo em quantidades grandes provoca acumulação de humidade e de bactérias que irritam a pele e libertam um odor muito desagradável quando estas se decompõem.

Fungos e Bactérias - PésAs plantas afetadas pelo excesso de suor e fechadas no calçado originam problemas que vão desde ao aparecimento de fungos e micoses, à evolução de infeções graves.

 

 

 

Saber tratar a transpiração nos pés em apenas 2 minutos

 

O que não usar para acabar com a hiperidrose e bromidose dos pés?

Hoje em dia existe no mercado uma vasta quantidade de produtos com o objetivo de eliminar a transpiração dos pés e eliminar o odor dos pés. Uns mais eficazes do que outros, partilham no entanto as mesmas características que são negativas quando a utilização destes produtos é prolongada no tempo. A maioria dos anti-transpirantes contém cloreto de alumínio que age diretamente no duto da glândula sudorípara para a bloquear temporariamente, e assim reduzir a produção do suor nos pés. 

Este elemento é prejudicial à saúde humana, podendo estar na génese de várias patologias dermatológicas.

Por outro lado, a grande maioria das pessoas que usa anti-transpirantes sente a sua eficácia diminuir ao longo do tempo devido ao efeito de habituação, causado pelos seus componentes.

 

Trate de vez a transpiração excessiva dos pés com o PalmaDry

O PalmaDry elimina a transpiração excessiva dos pés (hiperidrose plantar) ao aplicar uma corrente de energia elétrica de reduzida intensidade que promove a inação das glândulas sudoríparas dos pés.

Como principais elementos diferenciadores e benefícios do PalmaDry mencionam-se os seguintes:

  • Reduz comodamente a transpiração dos pés em até 90%
  • Trata o suor dos pés em breves sessões de 15 minutos
  • É um tratamento anti-transpiração clinicamente testado e aprovado
  • É um tratamento anti-transpiração que não produz efeitos secundários (sudorese compensatória por exemplo).
  • Recomendado pela Sociedade internacional de hiperidrose

O PalmaDry é um dispositivo que está disponível em exclusivo nas Clínicas Liberty (em Lisboa e no Porto). Para fazer este tratamento indolor e eficaz, os pacientes podem marcar um diagnóstico gratuito na Clínica Liberty.

Saiba mais sobre como tratar a hiperidrose nos pés! »

 

Controle a transpiração dos pés com ainda mais higiene

Indispensável quer se esteja a fazer o tratamento com o PalmaDry ou não, é essencial manter uma boa rotina de higiene.

Faça a higiene dos seus pés de manhã e à noite sobretudo se transpira muito durante o dia. Opte por usar sabão natural ou sabão anti-bacteriano.  Faça uma esfoliação 1 a 2 vezes por semana.

Depois de lavar os pés, seque-os cuidadosamente e entre os dedos para evitar acumulação de humidade. Polvilhe bicarbonato de sódio nos sapatos.

 

Diminua a transpiração dos pés com calçado de qualidade

Para promover resultados ainda mais rápidos com o tratamento PalmaDry opte por calçado respirável e use sempre que possível meias de algodão. Evite usar o mesmo par de sapatos em dias seguidos, deve promover a ventilação dos sapatos após o seu uso para que sequem devidamente. Opte por calçado de couro e evite calçado sintético, de plástico e borracha, especialmente os que forem fechados.

 

Reduza a transpiração dos pés com uma alimentação saudável

Apostar numa dieta saudável é sempre uma boa estratégia para controlar o suor. Assim, evite alimentos conhecidos por provocar a transpiração: alho, cebola, sardinha, brócolos, espargos, piri-piri, pimenta, cafeína e chocolate. Beba muita água.

Se tiver dúvidas, questões ou quer fazer um diagnóstico para saber se sofre de hiperidrose e/ou bromidose nos pés visite a Clínica Liberty em Lisboa e no Porto.

Aumente o seu conforto. Sinta-se feliz, sinta-se confiante!

Seja mais um dos pacientes que trataram a hiperidrose nos pés! »

Voltar

Clínicas Liberty © 2018 | Política de Privacidade |Política de Cookies | Gestão de Dados Pessoais |Mapa do blog | Contactos